Tuesday, March 09, 2010

Tabela Quantitativa do Acervo do Arquivo Nirez





Thursday, June 05, 2008

Cronograma físico financeiro: Novembro de 2004 a Dezembro de 2005





Saturday, May 26, 2007

Folder do Projeto Disco de Cera (verso)




Saturday, March 17, 2007

Folder do Projeto Disco de Cera



Casa Edison


A primeira gravadora de discos do Brasil, Casa Edison, de propriedade de Frederico Figner & Cia. foi fundada em 1900 pelo empresário tcheco naturalizado americano, na rua do Ouvidor no Rio de Janeiro e se dedicava a vender aparelhos sonoros (máquinas falantes), cilindros, chapas, etc. Em 1901, Figner se associou à indústria de discos alemã Zon-O-Phone, pertencente ao conglomerado Carl Lindström, para lançar e gravar discos com exclusividade. Lá foi feito o primeiro registro fonográfico do Brasil, o lundu "Isto é bom" de Xisto Bahia, gravado por Bahiano, em 1902. Em 1913 Figner instalou no bairro de Vila Isabel a primeira fábrica de discos do Brasil, a Fábrica Odeon, com 500 funcionários e uma produção de 30 mil chapas por mês. Também fundou filiais em São Paulo e Porto Alegre. O Brasil se tornou, na época, o terceiro maior mercado discográfico do mundo, posto que perdeu depois da Primeira Guerra Mundial. Em 1930, a Transoceanic obrigou Figner a vender todo o patrimônio da Casa Edison, dominando, a partir de então, o processo de gravação no Brasil, ao lado de outras multinacionais, como a Columbia e a Victor. Com 40 mil títulos lançados ao longo de 28 anos, a Casa Edison marca a etapa heróica da gravação de discos no Brasil. A empresa funcionou até os anos 50, vendendo, como já vinha fazendo desde o início, mimeógrafos e máquinas de escrever.
Fonte: http://www.facom.ufba.br/pexsites/musicanordestina/catedson.htm